LOVE SONG

MENSAGENS DE AMOR

31 de ago de 2009

SONETO DO AMOR



NôEnamorada
Poderoso e mui sereno amante
Vento fresco do rio e do mar.
Ondulante, és natureza viva
Na paisagem de vagas por quebrar.

Mercador de sonhos de amor
Encontro-te entre sombras e medos.
teus carinhos afastam a dor
Que envolvem os meus muitos segredos.

E nesta noite de trocas sem ter,
Repouso em meu sono sempre lindo
Que acompanhas feliz e sem ver.

Uma luz do teu coração abrindo
Como as trevas que tocam o meu ser,
Beijas-me como pétalas caindo.

30 de ago de 2009

A partir do próximo amanhecer


Hoje “me dei um tempo” para pensar na vida!
Decidi então que a partir do próximo amanhecer,
vou mudar alguns detalhes para ser a cada novo
dia, um pouquinho mais feliz.
Para começar, não vou mais olhar para trás.
O que passou é passado.
Se errei, agora não vou conseguir corrigir.
Então, para que remoer o que passou?
Refletir sobre aqueles erros sim e então fazer
deles um aprendizado para o “meu hoje”…
Nem todas as pessoas que amo, retribuem
meus carinhos como “eu” gostaria… e daí?…
A partir do próximo amanhecer vou continuar
a amá-las, mas não vou tentar mudá-las.
Pode ser até que ficassem como eu gostaria
que
fossem e deixassem de ser as pessoas que eu amo.
Isso eu não quero.
Mudo eu… mudo meu modo de vê-las…
respeito seu modo de ser.
Mas não pense que vou desistir de meus sonhos!
Imaginem!
A partir do próximo amanhecer, vou lutar com
mais garra para que eles aconteçam.
Mas vai ser diferente.
Não vou mais responsabilizar a mais ninguém
por minha felicidade.
EU VOU SER FELIZ!
Não vou mais parar a minha vida porque o que
desejo não acontece, porque uma mensagem não
chega, porque não ouço o que gostaria de ouvir.
Vou fazer meu momento…
Vou ser feliz agora…
Tereis outros dias pela frente!
Nunca mais darei muita importância aos
problemas que não tenho conseguido resolver.
A partir do próximo amanhecer, vou agradecer
a Deus todos os dias por me dar forças para viver,
apesar dos meus problemas.
Chega de sofrer pelo que não consigo ter, pelo
que não ouço ou não leio.
Pelo tempo que não tenho e até de sofrer por
antecipação, pensando sempre, apenas no pior.
A partir do próximo amanhecer, só vou pensar
no que tenho de bom.
Meus amigos, nunca mais precisarão me dar
um ombro para chorar.
Vou aproveitar a presença deles para sorrir,
cantar, para dividir felicidade.
A partir do próximo amanhecer vou ser eu mesmo.
Nunca mais vou tentar ser um modelo de perfeição.
Nunca mais vou sorrir sem vontade ou falar
palavras amorosas porque acho que sei
o que os outros querem ouvir.
A partir do próximo amanhecer vou viver minha vida,
SEM MEDO DE SER FELIZ.

DA

29 de ago de 2009

Nosso Brilho


Saul Brandalise Junior
Todos somos seres de Luz.
A intensidade de nosso brilho está
diretamente relacionada com o nosso

encontro com nós mesmos.
Poderemos estar, nesta vida,
só realizando tarefas que satisfazem
aos que nos cercam e nos esquecendo do

que nós estamos fazendo neste planeta:
simplesmente evoluindo.
Ora, como poderemos colher a nosso favor,
se plantarmos para os outros?
Como nos tornarmos seres com brilho

próprio, se somos o que os outros querem
que sejamos?
Há certamente um caminho
para termos o nosso próprio brilho.
Primeiro precisamos diferenciar a nossa

vida entre o Ser o Ter.
Ter é efêmero, sem continuidade,
é alegria de conquista, de momento.
Sentido amorfo da vida.
Ser é brilho.

É relação duradoura,
é conceito de alma e de valor.
Para Ser é preciso abandonar tudo aquilo
que não queremos mais para nós e passar

a viver cada momento com se ele fosse
o último de nossa vida.
Isso significa intensidade de propósitos.
Nós passamos a maior parte de nossa vida
indo atrás do Ter e nos esquecemos de que
o que na realidade faz a diferença é o Ser.
Isso traz felicidade.


28 de ago de 2009

CATIVA MINHA ALMA


Rose Mori
Cativa minha alma!
Chega de mansinho
Para despertar meus sentimentos
sem alarde...
mansamente...
sem pressa...
porque o tempo é eterno
e nos pertence.
Mostra tua força
mas com a brandura dos anjos.
Sê másculo sem perder o romantismo
que faz com que as estrelas
se transformem
em faróis do firmamento;
aquele romantismo
que leva a murmurar
palavras de amor
que só o coração entende.
Não me traga flores em datas precisas:
apenas quando te der vontade
- mas que seja sempre -
Não me elogie apenas para me agradar:
Seja franco,
mas sem agressividade
Não precisa me enviar cartas de amor,
Mas pregue bilhetinhos ,
de vez em quando,
nos lugares mais inusitados possíveis
dizendo que me ama
Não me aprisione demais;
mas faça com que eu jamais
sinta vontade de sair de perto de ti.
E, acima de tudo,
Saiba me ouvir, entender
e compreender que meus dias
Não são todos iguais.
Cativa minha alma
E em troca terás
O corpo que tanto desejas.
Serei para ti
Amiga e cúmplice;
Companheira e amante.
Procurarei ser
Todas as mulheres
Que povoam tuas fantasias.
Procurarei te completar como homem,
Porque no dia em que cativares minha alma,
Terás me completado como mulher.

FALTA ALGO...


Rose Mori
Olho ao meu redor e percebo
que não obstante a mesmice de sempre,
há alguma coisa diferente.
Está faltando algo
que não sei definir, nem explicar.
É como se os vasos
estivessem repletos de rosas,
e que apesar do colorido de suas pétalas
não exalassem nenhum perfume.
É como uma história sem enredo,
um poema sem poesia,
um beijo sem amor...
O que falta?
Uma presença?
Um toque?
Um sentimento?
Não sei...
Meus sonhos etão deitados no passado
que parece distante,
mas que se faz presente a toda hora
nas recordações
que me assaltam de surpresa.
Talvez seja o meu coração.
Sim, acho que é isso mesmo:
todos estes sentimentos
desencontrados e conflitantes.
São frutos deste coração... - inocente?-
que ainda não aprendeu
as regras do jogo.

# Meu Mundo #


Um mundo meu,
Criado por mim
onde as coisas são compreendidas
apenas por mim.

Os outros,
seres estranhos a este pequenino planeta,
não conseguem senti-lo, sonhá-lo.
somente eu...
E às vezes,
Nem mesmo eu!

Ali há música, poema, ternura...
e o Amor...
A música no ar, leve, calma...
cujos acordes transpiram
a sentimentos que nascem, crescem,
mas não chegam a sazonar...

O perfume inebriante de flores silvestres
pairando no ar...
o barulho da chuva contra a janela..
o farfalhar das folhas,
no jardim,
dançando ao sabor do vento...

O rumor das ondas do mar
se quebrando na praia...
e o som do amor
se elevando no espaço
querendo se dar.

Rose Mori

ESSE OLHAR


(Rose Mori)
Ah esse olhar!
Me seduz, me enlouquece,
me tira do sério,
me deixa de um jeito,
que fico até sem jeito!
O coração dispara,
a mente entorpece
e o corpo reage
como se atingido
por milhões de faíscas elétricas.

ALMA DESAPAIXONADA


Rose Mori
Há um grande vazio dentro do peito.
A alma errante e irreverente cansou-se
de alçar vôo pelos campos da ilusão
e quedou-se num canto qualquer
do espaço do tempo sem tempo,
onde não há claridade e nem sombras;
apenas uma leve penumbra
que deixa entrever
lembranças desordenadas, confusas...
Imagens distorcidas esvoaçando
como tênue fumaça,
se dissolvem lentamente no ar...
Ao redor, tudo adquire uma tonalidade gris.
A lua se escondeu entre as nuvens,
o vento não acaricia: açoita!
O sol não beija a pele: queima!
E nem mesmo os pingos da chuva
ressoam como melodia...
São lágrimas vertidas pela natureza
que chora de tristeza ao contemplar
esta alma em desalento.
Pobre alma desapaixonada!

NO MEU SONHO


Rose Mori
No meu sonho
vi você chegando silenciosamente...
Trazia no olhar um brilho malicioso
e nos lábios um sorriso irreverente
e convidativo...
Seus braços se abriram acolhedores,
e neles me abriguei por inteira,
confiante e feliz...
No meu sonho,
não mais existiam barreiras,
passado ou futuro
e o tempo simplesmente parou...
Em nosso egoísmo de amantes,
somente nós dois existíamos
livres para o amor que explodia no peito,
inundava a alma
e nos unia numa torrente de paixão
irrefreável...
E, finalmente,
fomos felizes juntos!
No meu sonho...

Fantasias da Alma...


Quando a vida adormece nos braços da noite
para repouso do dia agitado,
o corpo languidamente estirado sobre o leito,
cede, aos poucos, ao cansaço da longa jornada
e se entrega dócil ao sono reparador...
E é a partir desse momento,
que a mente entorpecida
penetra sem medo no mundo dos sonhos...
Sem reservas, mergulha nas Fantasias da Alma!

Cativa sou



Cativa sou desse olhar profundo, penetrante,
às vezes sombrio e misterioso
que me segue... me aquece...
me desconcerta...

Cativa sou desse sorriso cínico
sempre a bailar nos lábios
que me beijam com ardor,
me fazendo trêmula e inquieta
à espera de mais... e mais...

Cativa sou do espírito altivo e inconstante,
alma repleta de nuances,
que instigante
me deixa entre dúvidas e certezas...

Cativa sou de teus caprichos e desejos...
E não quero outro destino
que não sejam teus braços
me envolvendo,
único cativeiro em que me sinto liberta!

Rose Mori

ALMA GÊMEA



Além do horizonte... além do arco-íris...além...
Muito além do amém!... Além do Além...
Está o nosso lugar de sonhar e de esperar
por nós dois.

Lugar bonito!

É o lugar mais bonito do Infinito!
Nosso encontro sem hora marcada
acontecerá no momento certo, exato.

Quando nos reencontrarmos para brindar a ocasião
derramaremos nossos sonhos pelo espaço
e nossas canções pelo tempo.

Beberemos o suave licor da ternura
na taça de cristal da ilusão
e nos beijaremos com tanto Amor, tanto Amor
que de tão grande se espalhará pelo Universo
numa explosão de estrelas, de flores, de alegria,
enfim, de felicidade!

Alma Gêmea minha
Só o Amor é essencial,
e só Deus é perfeito.

Alma Gêmea minha
que sempre me pressente e sempre advinha
eu te chamo, te reclamo,
EU TE AMO!
EU TE ESPERO!!!
DA

http://www.relatosdeamor.com.br/

Dança Comigo...


Dança comigo, segura minha mão, estremeço...
Me deixo conduzir por você e pela música.
Precisão de movimentos numa linguagem poética!

Dança comigo,expressando emoções
que invadem o corpo, desnudam a alma...
Me puxa assim ,e envolve meu corpo,
gesto que seduz.
Faz com que nossos corpos se aproximem.

Seu olhar seduzindo-me nos acordes dos seus carinhos.
Suavemente coloca minha cabeça em seu peito
Me aperta em teu coração,respiro teu perfume
exalando sensualidade e hipnotizando-me

Delicia sentir sua mão
espalmada em minhas costas nuas...
Perco a noção,
me entorpece, quando desenha

a linha da coluna.

Dança comigo, me sinta...
Deixa a música da minha ternura,

ser a sinfonia da sua alma.
Não quero abrir os olhos, deixe que este
momento seja eterno.

A boca procura meu pescoço, a voz rouca

ao ouvido, enlouqueço...

Vem... dança...

Fecho os olhos enquanto me beija em silêncio...
E continuo dançando, seduzida pelas carícias,
e suspiros...
Não apresse esta hora mágica.

Vem, dança comigo...
Até à eternidade do nosso sonhar...
Até a música acabar...
Ou até aonde o amor for capaz de nos levar...

Dança comigo...
DA

AMOR E PAZ!


Quando nos conectamos
com o universo
nós participamos do todo
e interagimos com
todas forças cósmicas
nos trazendo o equilíbrio,
que nos proporciona
a leveza do espírito...
Porque o universo
é formado do mais
puro e verdadeiro
amor!!!

Não...



Não se importe com os obstáculos.
Aproveite a vida da melhor forma possível,
deixando de lado os problemas
e pensando nas coisas boas que ela tem.
O importante é não desistir nunca !
E sempre fazer a vida valer apena...

A vida...


A vida se renova.
O coração também.
Depois da tempestade,
há de vir a bonança!
Depois da luta, a paz,
e depois da descrença,
uma nova esperança!

AMOR PACÍFICO E FECUNDO!


Não quero amor que não saiba dominar-se,
desse, como vinho espumante,
que parte o copo e se entorna,
perdido num instante.
Dá-me esse amor fresco e puro como
a tua chuva, que abençoa a terra
sequiosa, e enche as talhas do lar.
Amor que penetre até o centro da vida,
e dali se estenda como seiva invisível,
até os ramos da árvore da existência,
e faça nascer as flores e os frutos.
Dá-me esse amor que conserva tranquilo
o coração, na plenitude da paz!
Rabindranath Tagore

O ahimsa (amor) não é somente
um estado negativo que
consiste em não fazer o mal,
mas também um estado
positivo que consiste em amar,
em fazer o bem a todos,
inclusive a quem faz o mal.

O Sol...



O Sol nasce, o Sol se põe, mostrando-nos
que o tempo é apenas a mudança
de nós mesmos...
Da mesma forma os momentos felizes
e infelizes se sucedem.
Lembrando-nos que tudo passa
e tudo recomeça...
O que permanece é a Felicidade...

Os sábios...


"Os sábios não dizem o que sabem,
e os tolos não sabem o que dizem.
Quando tiver em dúvida entre a cabeça
ou o coração, escolha o que te mantém vivo...
Em muitas horas, as palavras faladas
são instrumentos de Luz.
Tem horas, que o Silêncio de um coração
sincero é sabedoria se aprimorando...
...Que a Sensibilidade deste dia,
te impulsione Avante... no Sorrir sempre! "
DA

Quem...


Quem planta flores,
planta beleza e perfumes para alguns dias.

Quem planta árvores,
planta sombra e frutos por anos, talvez séculos.

Quem planta cereais,
planta alimento para certo período.

Quem planta idéias verdadeiras,
planta para a eternidade.

PLANTE,
EM QUALQUER DESTAS FORMAS.

DA

Tudo...



"Tudo nesta vida tem a sua
dose de sacrifício, de dedicação,
de amor e acima de tudo, esperança.
Saber agradecer a vida pelo que ela
nos proporciona é a maneira
mais inteligente
de aumentar a nossa auto-estima,
o nosso entusiasmo e nossa
força de vontade por
novos dias que virão...
esse é o único sacrifício
que vale a pena."

DA

Só deixe...


Eu Sem Ti...


Tânia Mari
Tanto luar
tanto mar
e essa falta de ti
que insiste em disfarçar,
persistindo, resistindo,
fazendo de conta não te querer.
Saudade cortante
olhos marejados de lembranças
tão minhas, tão nossas
que dilaceram minha alma
e sangram meu coração.
Nua, insana, louca
calo a boca
o grito que traz teu nome
e em pensamento
saio a correr pela vida
em busca de ti.
Fizeste do meu corpo tua morada
mas partiste de mim sem me levar contigo.
Já não sei mais olhar a vida sem ti.
Se me ensinaste tão bem a te amar
Agora vem e ensina-me a te esquecer.

Êxtase...


Não estou mais aqui...
As amarras cairam...
Sinto-me indo...
Sinto-me tão distante...
*
Minha mente já não concebe mais,
Não processa mais...
Não compreende o incompreensível...
Minha realidade é tão simples...
Esse mundo a minha volta tão confuso...
Tão complicado...
Tão assustador...
*
Não dá mais pra ficar...
Tudo perde mais e mais o sentido,
E fecham-se meus sentidos...
O que está a minha frente é apenas
O que todos podem ver...
O que vejo, não está ali.
*
Os finos véus que cegavam
Vão abrindo-se um a um,
Lentamente...
Vão revelando o irrevelável...
Vão desvendando o indecifrável...
*
O corpo padece...
Findaram-se as reservas...
Multiplicam-se as penas
Que compoem harmoniosamente
Asas... Imaginárias...
Como se necessárias para voar...
*
O pensamento é Vento,
Que nasce das estranhas
Do questionamento...
*
Eu ouço o som de um coral lírico
Lindo!
Vozes angelicais agudas e suaves,
Que de repente já não sei se voz,
Ou se harpas...
*
Onde estão estes sinos que tocam?
Por que eles dobram?
Há uma voz muda que chama...
Há uma mão invisível estendida
Convidando-me a ir...
Há algo estranho
Que me invade,
Me inebria,
Me suspende no ar...
*
Dores agudas latejam em meu peito...
Uma emoção rara e nunca sentida,
Sufoca e cala minha garganta
Que não sabe se grita,
Se chama,
Se canta...
*
As paredes cairam...
As montanhas ruiram...
Não há mais antes nem depois...
O Agora é um quarto branco sem teto,
Sem chão...
*
Vem então, Vento...
Dá-me uma carona,
Empresta-me tuas asas...
Para que este êxtase não acabe
Nunca mais...

* -=Shimada Coelho=-

27 de ago de 2009

O meu coração arde como fogo


Soyen Shaku, um mestre Zen, disse um dia:
«Os meus olhos são frios como cinzas mortas,
mas meu coração arde como o fogo».

Eis as regras que praticava em cada dia da
sua vida: De manhã, antes de se vestir, acenda
incenso e medite. Coma a intervalos regulares
e deite-se a uma hora regular. Coma sempre
com moderação e nunca até ficar plenamente
satisfeito. Receba as suas visitas com a mesma
atitude que tem quando está só. E, quando está
só, mantenha a mesma atitude que tem quando
recebe visitas. Preste atenção ao que diz e, o que
quer que diga, pratique-o. Quando uma
oportunidade chegar, não a deixe passar, mas
pense sempre duas vezes antes de agir. Não se
deixe perturbar pelo passado. Olhe para o futuro.

A sua atitude deve ser a de um herói sem medo
mas o coração deve ser como o de uma criança,
cheio de amor. Ao retirar-se, ao fim do dia, durma
como se tivesse entrado no seu último sono.
E, ao acordar, deixe a cama para trás,
instantaneamente, como se tivesse deitado
fora um par de sapatos velhos.

À espera de uma paixão


Martha Medeiros
Estão casados há muito tempo,
mas o que é muito tempo?
Talvez um tempo que ultrapassou a
excitação do desconhecimento mútuo,
a alegre descoberta de afinidades,
o êxtase diante do corpo alheio:
agora já possuem todas as informações,
o dossiê completo um do outro,
com seus defeitos e virtudes.
Aparentemente, nada mais há a descobrir.
Dão-se bem, conversam com facilidade,
riem juntos ainda, mas nada os diferencia
de um bom casal de amigos.
O que talvez seja uma trégua mais que
bem-vinda, se o objetivo for este,
a paz conjugal, nenhum grilo falante
sussurrando no ouvido esquerdo:
“é isso mesmo que você quer pro resto da vida?”
Se, ao invés de sim, a resposta for não,
não é isso que quero pro resto da vida,
não é um amigo dormindo na mesma cama
com sua tosse e seu hálito, com suas
manias diárias e seu comportamento previsível,
não, não é isto que quero pro resto da vida,
um bom-dia num tom de voz mais que conhecido,
um boa-noite num bocejo, todos os dias
do calendário vividos como se cumprissem
uma agenda pré-programada, tudo igual
e tudo correto, sem calafrios e sem dúvidas,
sem medo e sem assombros, sem qualquer
sobressalto, se a resposta for não, não é
isso que quero, então por que continuar?
Segundo Fabricio Carpinejar, grande poeta,
a vida não é continuar, a vida é começar.
Tive a honra de ler em primeira mão,
antes de ser lançado, o primeiro livro
de crônicas do Fabricio,
“O amor esquece de começar”.
Nele, Fabricio cita, em determinado momento,
a secreta aflição daqueles que não se
separam enquanto não surgir uma paixão
com a qual possam dividir a culpa da fuga.
Tocou num ponto nevrálgico.
Não são dois nem três, são milhares
de homens e mulheres dizendo que
estão bem, que seu casamento é satisfatório,
mas que se surgisse uma paixão, aí o chão
poderia afundar, aí as paredes cairiam,
nem os filhos serviriam de âncora,
a cancela abriria e nenhum caminho
de volta seria possível: iriam em frente,
atenderiam o chamado do amor.
Se uma paixão acontecesse, tudo ficaria
explicado, ninguém os condenaria.
Se uma paixão descesse do céu, aí é
porque estava escrito, aí se justificaria
qualquer insanidade, ah, se uma paixão
aterrissasse aqui na palma da mão,
tudo estaria solucionado.
Mas a paixão não acontece, não aterrissa,
não toca a campainha, não quer incomodar
a família tão ocupada em ver televisão
e comer a pizza de domingo, todos presos
ao relógio, tic-tac, o tempo se repetindo
metodicamente.
A paixão, do lado de fora da casa, não entra,
não disca, não bate à porta, aguarda sua hora,
que não chega, porque a saída do dono demora.
Por outro lado, não saem pra rua esposas e
maridos que têm uma vida já bem ensaiada,
a troco de quê trocá-la por um ponto de
interrogação, uma espera, uma tentativa?
Mas se a paixão arrombasse a porta,
seria outra história.
Não são dois nem três, são quinhentos, são
milhões à espera de um rapto, de um seqüestro,
de qualquer coisa que lhes absolva por antecipação:
“não tive como negar, foi uma paixão, um
arrebatamento, fui engolida por uma emoção
nova, só por isso eu fui, só por isso eu me permiti”.
Sem este álibi, quem se atreve?
A vida não é continuar, a vida é começar.
Sem o empurrãozinho de um amor novo, sem
este atordoamento emocional que torna a todos
vítima, ou ao menos cúmplices do irracional,
vamos ficando, vamos ficando.
Há que se ter muita coragem para encarar a
própria verdade sem um bom discurso de defesa.

A carícia...


"A carícia nasce do centro e confere repouso,
integração e confiança. Como a ternura, a
carícia exige total altruísmo, respeito e
renúncia a qualquer outra intenção que não
seja a da experiência de querer bem e amar".

(Paulo Freire)

Perfeição


Perfeição a gente encontra nos detalhes
imperceptíveis aos olhos humanos,
porquanto é identificada pelos olhos
sensíveis da alma.
Que você visualize beleza no todo.
E possa ser feliz porque vive...

Iveti Specorte...

Minha Alma Fala...


Minha alma fala quando aflita,
Insiste em me chamar à atenção,
Não se importando com hora ou lugar,
Hospeda-se em meus pensamentos, atormenta,
Amplia minha sensibilidade, fico mais emotivo.

Abala minha frágil defesa
Lança-me um desafio sem escolhas:
Mudar! é preciso mudar.
Agora é a hora das escolhas certas.

Fazer deste dia, um dia único, inesquecível,
Acreditar mais em mim, não me comparar,
Lavar a alma na esperança e na fé,
Ainda que não acreditem em mim,
eu não duvido, eu vou ser mais feliz!
Paulo Roberto Gaefke

26 de ago de 2009

Meu querido anjo!


Carla Costeira
Meu querido anjo...
És um anjo na terra
Que me guarda e me envolve com asas de ternura
E com braços de céu me acolhe e abriga.

Queria ir contigo de mão dada
Pelos jardins da tua bela escrita
E na tua poesia ser a musa inspiradora
E a flor que perfuma o teu poema.

Meu anjo poeta…
Desce dos céus e me procura
Dá-me um bocadinho do teu mimo e da tua doçura
E leva-me aos céus de azul-turquesa.

Diz-me… o segredo que guardas
Dedica-me angélicas quadras
E dá-me asas!
Que voo contigo pelas tuas doces palavras.

Arriscar é Viver


Soren Kiekegaard
Rir é arriscar-se a parecer louco.
Chorar é arriscar-se a parecer sentimental.
Estender a mão para o outro é arriscar-se
a se envolver.
Expor seus sentimentos é arriscar-se
a expor seu eu verdadeiro.
Amar é arriscar-se a não ser amado.
Expor suas idéias e sonhos ao público é arriscar-se
a perder.
Viver é arriscar-se a morrer...
Ter esperança é arriscar-se a sofrer decepção.
Tentar é arriscar-se a falhar.
Mas...
é preciso correr riscos.
Porque o maior azar da vida é não arriscar nada...
Pessoas que não arriscam, que nada fazem, nada são.
Podem estar evitando o sofrimento e a tristeza.
Mas assim não podem aprender, sentir,
crescer, mudar, amar, viver...
Acorrentadas às suas atitudes, são escravas;
Abrem mão de sua liberdade.
Só a pessoa que se arrisca é livre...
"Arriscar-se é perder o pé por algum tempo.
Não se arriscar é perder a vida..."

O TEMPO NÃO VOLTA...


Viver como se fosse o último dia
Trabalhar como se fosse para Deus
Gostar de todos como se fosse Amor
Libertar-se como se estivéssemos
no fim de todas as dores...
Olhar tudo como se fosse um obra de arte
Caminhar como se estivéssemos na nuvens
Abraçar a todos como se fossem nossos filhos
Perdoar como se nunca
tivéssemos sido ofendidos
Desapegar-se como se não tivéssemos as mãos
Cooperar como se não houvesse luta
Sorrir como se tudo fosse uma brincadeira
Recomeçar como se fosse a última chance.
Em qualquer ação,
o importante é fazê-la com classe,
como se fosse a primeira vez
Consciente que o tempo não volta
E que tudo é para sempre...
Prá ti,
(Luiz Antonio Gasparetto)

25 de ago de 2009

Somos...


"Somos responsáveis por
aquilo que fazemos, o que
não fazemos e o que
impedimos de ser feito."

A magia...



"A magia da vida consiste em você
derramar amor por onde passa e
acrescentar gestos de carinho à
todos que cruzarem o seu carinho.!"

Não fique...


"Não fique se queixando por sua
vida estar vazia, por não se sentir
feliz, por não ter o que fazer.
Antes, procure ajudar um amigo
que atravessa problemas sérios,
os necessitados, os carentes.
O excesso de atenção a si, não
ajudará a busca da felicidade."
DA

Pensei...


Pensei em voar mas senti falta das asas
Pensei em cantar mas senti falta da voz
Refletindo,vi que a Natureza havia
esquecido de me completar
Pensei...
Por que querer tanto se o que tenho já me basta?
Então cantando em pensamento.
Senti-me privilegiada, nesse
vasto universo de belezas
Quando percebo que estou desvanecendo,
fecho meus olhos e sinto
que meus amigos são minha energia.

DA

Tudo...


"Tudo que a gente possa aprender,
aprende com um único objetivo:
saber AMAR!"

Há pessoas...


"Há pessoas que como estrelas
irradiam o brilho de sua luz interior
transformando a própria essência
em uma existência de carinho e
sensibilidade”.

Quando...



"Quando você achar
que sua vida está
cheia do nada,lembre-se:
É do nada que se começa tudo."

O Amor...


"O Amor não tem medida,
não tem rima, não tem cor.
O Amor é a própria vida

que se imortaliza num
perfume, num sabor..."

A vida...


"Desculpe...já entrei"


Mesmo sem pedir licença, que feio,
fui entrando no seu espaço... e fiquei,
venho trazer mensagens de carinho,
e dizer porque entrei.

O mundo esta muito violento,
as pesoas já não se entendem,
não se amam..não se tocam,
e já não se compreendem.

Elas estão ferindo a quem ama,
descarregando o fado com ignorância,
sofre pai, mãe, filhos e amantes...
a paz fica na distância.

Vamos resolver com sabedoria,
pedir perdão a pessoa querida,
abraçar e dizer te amo...

...você é importante,
você é a razão da minha vida...
Por isso aqui entrei!
(amaropereira)

Existem...


Existem pessoas comuns que
se tornam especiais,
não por qualidades
específicas ou
virtudes admiráveis,
mais pela simplicidade de
saber conquistar...

24 de ago de 2009

O Ser Humano...

UM SER HUMANO É UMA PARTE
DO TODO A QUE CHAMAMOS DE
UNIVERSO, UMA PARTE LIMITADA
NO TEMPO E NO ESPAÇO.

ELE CONCEBE A SI MESMO, ÀS

SUAS IDÉIAS E SENTIMENTOS
COMO ALGO SEPARADO DE TODO
O RESTO.

É COMO SE FOSSE UMA ESPÉCIE
DE ILUSÃO DE ÓTICA DE SUA
CONSCIÊNCIA.

ESSA ILUSÃO É UM TIPO DE PRISÃO

PARA NÓS, RESTRINGINDO-NOS
AOS NOSSOS DESEJOS PESSOAIS E
RESERVANDO NOSSA AFEIÇÃO A
ALGUMAS POUCAS PESSOAS MAIS
PRÓXIMAS DE NÓS.

NOSSA TAREFA DEVE SER LIBERTARMO-

NOS DESSA PRISÃO, AMPLIANDO O
NOSSO CIRCULO DE COMPAIXÃO DE
MANEIRA A ABRANGER TODAS AS
CRIATURAS VIVAS E TODA A
NATUREZA EM SUA BELEZA.
ALBERT EINSTEIN

AFINIDADE


A afinidade não é o mais brilhante,
mas o mais sutil, delicado e penetrante
dos sentimentos. O mais independente.

Não importa o tempo, a ausência, os
adiamentos, as distâncias, as
impossibilidades. Quando há afinidade,
qualquer reencontro retoma a relação,
o diálogo, a conversa, o afeto, no exato
ponto em que foi interrompido. Afinidade
é não haver tempo mediando a vida.

É uma vitória do adivinhado sobre o real.
Do subjetivo sobre o objetivo.
Do permanente sobre o passageiro.
Do básico sobre o superficial.
Ter afinidade é muito raro.

Mas quando existe não precisa de códigos
verbais para se manifestar. Existia antes
do conhecimento, irradia durante e
permanece depois que as pessoas deixaram
de estar juntas. O que você tem dificuldade
de expressar a um não afim, sai simples
e claro diante de alguém com quem você
tem afinidade.

Afinidade é ficar longe pensando parecido
a respeito dos mesmos fatos que
impressionam, comovem ou mobilizam.
É ficar conversando sem trocar palavra.
É receber o que vem do outro com aceitação
anterior ao entendimento.

Afinidade é sentir com. Nem sentir contra,
nem sentir para, nem sentir por, nem sentir
pelo. Quanta gente ama loucamente, mas
sente contra o ser amado. Quantos amam
e sentem para o ser amado, não para eles
próprios.

Sentir com é não ter necessidade de explicar
o que está sentindo. É olhar e perceber. É
mais calar do que falar. Ou quando é falar,
jamais explicar, apenas afirmar.

Afinidade é jamais sentir por. Quem sente
por, confunde afinidade com masoquismo.
Mas quem sente com, avalia sem se
contaminar. Compreende sem ocupar o lugar
do outro. Aceita para poder questionar.
Quem não tem afinidade, questiona por
não aceitar.

Só entra em relação rica e saudável com o
outro, quem aceita para poder questionar.
Não sei se sou claro: quem aceita para poder
questionar, não nega ao outro a possibilidade
de ser o que é, como é, da maneira que é. E,
aceitando-o, aí sim, pode questionar, até
duramente, se for o caso. Isso é afinidade.
Mas o habitual é vermos alguém questionar
porque não aceita o outro como ele é. Por
isso, aliás, questiona. Questionamento de
afins, eis a (in)fluência. Questionamento
de não afins, eis a guerra.

A afinidade não precisa do amor. Pode
existir com ou sem ele. Independente dele.
A quilômetros de distância. Na maneira
de falar, de escrever, de andar, de respirar.
Há afinidade por pessoas a quem apenas
vemos passar, por vizinhos com quem
nunca falamos e de quem nada sabemos.
Há afinidade com pessoas de outros
continentes a quem nunca vemos,
veremos ou falaremos.


Quem pode afirmar que, durante o sono,
fluidos nossos não saem para buscar
sintomas com pessoas distantes, com
amigos a quem não vemos, com amores
latentes, com irmãos do não vivido?

A afinidade é singular, discreta e independente,
porque não precisa do tempo para existir.
Vinte anos sem ver aquela pessoa com quem

se estabeleceu o vínculo da afinidade! No
dia em que a vir de novo, você vai prosseguir
a relação exatamente do ponto em que parou.
Afinidade é a adivinhação de essências não

conhecidas nem pelas pessoas que as tem.

Por prescindir do tempo e ser a ele superior,
a afinidade vence a morte, porque cada um

de nós traz afinidades ancestrais com a
experiência da espécie no inconsciente.
Ela se prolonga nas células dos que nascem

de nós, para encontrar sintonias futuras
nas quais estaremos presentes. Sensível
é a afinidade. É exigente, apenas de que
as pessoas evoluam parecido. Que a erosão,
amadurecimento ou aperfeiçoamento
sejam do mesmo grau, porque o que define
a afinidade é a sua existência também
depois.

Aquele ou aquela de quem você foi tão

amigo ou amado, e anos depois encontra
com saudade ou alegria, mas percebe
que não vai conseguir restituir o clima
afetivo de antes, é alguém com quem
a afinidade foi temporária. E afinidade
real não é temporária. É supratemporal.
Nada mais doloroso que contemplar

afinidade morta, ou a ilusão de que as
vivências daquela época eram afinidade.
A pessoa mudou, transformou-se por

outros meios. A vida passou por ela e fez
tempestades, chuvas, plantios de resultado
diverso.

Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais

esperanças, é conversar no silêncio, tanto
das possibilidades exercidas, quantos
das impossibilidades vividas.

Afinidade é retomar a relação do ponto

em que parou, sem lamentar o tempo da
separação. Porque tempo e separação
nunca existiram. Foram apenas a
oportunidade dada (tirada) pela vida,
para que a maturação comum pudesse

se dar. E para que cada pessoa pudesse
e possa ser, cada vez mais, a expressão
do outro sob a forma ampliada e
refletida do eu individual aprimorado.
(Arthur da Távola)

ALMAS AFINICAS


Almas afinicas,
são aquelas
que se ouvem no silencio...
Não precisam de vozes,
e nem de sons...
Falam apenas,
pela vibração dos corações...
Em silencio,
podemos viver
doces momentos
de amor e poesia,
sentindo do silencio,
toda a magia
que toma conta
de nossa alma,
que nos seduz, e acalma...
Assim são, e se
entendem as almas afínicas...
Marcial Salaverry

Se um dia...


"Se um dia você me perder.
Me procure no canto da gaivota,
nas estrelas, no mar.
Me procure onde for Lindo.
Me procure em uma lágrima,
em um sonho, quem sabe!
Mas, se por acaso não me
encontrar, procure-me

no fundo do seu coração.
Certamente estarei lá...
Porque é lá que pra sempre
Quero Morar."

DA

23 de ago de 2009

Sonhos


"As Vezes construímos sonhos
em cima de grandes pessoas...
O tempo passa... e descobrimos
que grandes mesmo eram os
sonhos e as pessoas pequenas
demais para torná-los reais!"

...O AMOR...


O amor é a parte mais linda
do ser humano,
ele pode estar em todos os lugares
sem se repartir,
entrar em todos os lares
e através dos nossos olhares,
nos fazer sorrir...

O amor pode abrir todas as portas
da nossa felicidade
e estar presente na nossa realidade
se a gente permitir....

O amor pode nos presentear
com todos os sonhos
que a gente puder sonhar...

O amor pode nos devolver
todo o amor que através
do nosso amor, nós soubermos ofertar...

Ninguém perde no amor
e quem mais recebe,
é aquele que mais souber amar...

Aproveite bem o seu tempo
e com o vento, deixe
esse amor lhe levar...

Você conhecerá lugares
onde só o amor pode entrar
e terá no semblante,
a marca de quem venceu...

Porque diante da verdadeira vida,
esse mundo será verdadeiramente seu...

KHΔT¥Δ:
http://www.youtube.com/watch?v=zMZETRh8iOw

Eu quero...


Eu quero dançar nas estrelas,
e de lá conversar com a Lua,
abraçar o Sol e seguir
nos seus braços em busca do nirvana.
Um minuto... uma eternidade...
No espaço da consciência
tudo é possível.
Seremos viajantes do tempo
em busca da luz da felicidade.
Eu sou Eros e Psique

ROOOOOOMMMM