LOVE SONG

MENSAGENS DE AMOR

13 de dez de 2011

Amor E Humildade


Nós viveremos, universo afora,
Trazendo dentro d’alma a vida acesa
No ritmo da luz da Natureza,
Que é a eterna vibração da eterna aurora.
A dor, somente a dor nos aprimora,
Nos caminhos da prova e da aspereza,
Elevando a nossa alma na grandeza
Da grande claridade redentora.
Somos os lutadores peregrinos,
Sonhando pela estrada dos destinos,
Um castelo de paz, ventura e glórias.
Sabemos do passado envolto em ruínas
Que a luz do amor e as rudes disciplinas,
São as chaves das últimas vitórias.

Raul de Leoni

Mulher Nua


Desnudei o pré-conceito
Vesti o que a meu ver é o direito
Desatei as amarras da minha vida
Peguei o leme da minha biografia
Caminhei pela rua
Envolta em véus
Regada pela lua
Vi surgir meus passos
Selecionando as pedras
Onde o pisar firme
Podem alcançar objetivos
Ainda que sofridos
pelo tempo perdido
Mas livres dos atropelos
Aguardando o sol
Que vem surgindo
No horizonte não mais longínquo
Esperando as vestes
De braços fortes
Coração ardente
Em redigir uma nova página
De um anjo chamado mulher
Edificando Nua em Poesia!

Tânia Ailene

Por teu beijo...


...Mordo os lábios
fecho os olhos.

Sufoco antigos desejos

enterro velhas ilusões
replanto sonhos
cultivo novas esperanças...

Por teu beijo...

faço renascer
sentimentos que um dia,
deixei morrer!

Pelo desejo do teu beijo,

me permito mais uma vez...
de amor viver!

Andréa Maia

COMO UMA ONDA...


Você vem e não vai
Vai e não fica
Fica e não sai
Sai e não leva

Leva e não agarra
Agarra e não cai
Cai e não quebra

Quebra e não cola
Cola e não cuida
Cuida e não vê

Vê e não toca
Toca e não sente
Sente e não ama
Ama e não vem

Vem e...
transtorna
as cicatrizes
da areia

Heleida Nobrega

Fonte


Fonte...
Um dia, divino alimento...leite!
Outro dia, profana entrega...deleite!

Fonte...
Que alimentou a fome inocente...
Que saciou a sede indecente!

Fonte...
Que embalou doces sonos...
Que despertou picantes sonhos!

Fonte...
Aonde a inocência suave
de um filho bebeu...
Aonde o desejo do amor mais intenso,
alguém um dia viveu!

Fonte...
Um vale...entre dois montes.
Que da inocência
ou da pior incoerência,
deu vida aos inocentes
e aos indecentes.

Fonte...
Eterna flor...
Um Seio-flor,

Beija-flores...
Aonde bebem suavemente
o néctar de tudo
o que é mais lindo
e que se chama amor!

(Andréa Maia)

"Não se atreva..."


Nem pense em invadir
à força meus sonhos.
Que te baste meu corpo,
meu desejo.

Nem sonhe em dividir
comigo vida ou gavetas.
Me falta espaço...
em certos momentos me falta o ar
e preciso muito respirar.

Não deseje ser meu dono.
Gosto de abrir a porta e sair.
Sem tempo nem hora pra voltar.
Às vezes até sumir.

Por favor,
não desenhe nossos nomes
em nenhum infantil coração.
O tempo maduro amarela as páginas,
apaga os escritos.
Faz esquecer o que na verdade,
nunca foi dito.

E antes que eu me esqueça,
não se atreva a falar de amor.

Fiquemos com essa paixão
e nada mais.

Nos faz bem essa nossa
solitária e distante vida,
tão em paz!

Andréa Maia

"Eu sei..." "Eu sei..."


Sim, eu sei!
Não precisa me lembrar.
Fui eu.

Eu que disse não pro meu próprio coração.
Eu que , com meu "faro" de sofrimento,
fechei as portas ao sentir no ar o
cheiro de uma nova desilusão.

Eu sei! Fui eu.
Não me lembre disso a toda hora.
As recordações de nossos dias se encarregam
disso, sem nenhuma demora.

Será que errei quando não me fiei apenas
no valor de um grande amor?
Desculpe-me, mas precisava de
muito mais ao nosso redor.
E para que não fique nenhum resquício de dor,
quem sabe assim, não tenha sido melhor?

Posso não lembrar de datas ou
de algumas palavras ditas.
Mas são eternas a marcas tatuadas,
no corpo, na alma e no coração escritas.

E para nunca mais de mim, eu me perder,
por tantas coisas que relevei
mas, não consegui esquecer...
Te dei adeus...sem direito a "não"
Te dei adeus, sem nenhum perdão!

Andréa Maia
Zilca Tricerri

Quando Amo...


Quando amo,
Sou sentimento preciso
Palavra incisiva

Sou corpo em entrega.
Sou coração desvairado
alma inquieta, desperta.

Sou olhos fechados
porta aberta!

Sou relógio parado
ponto de partida
Sou sem lar,
sem hora pra voltar.

Passional,
quase louca...
Irracional.
Quando amo sou isso.

Mulher de direito e avesso...
que sem qualquer receio
de perda ou de dor
por esse turbilhão de amor ,
paga o devido preço!

Andréa Maia

Caminhando...


Distância!
Triste e rápido caminho
para se chegar ao esquecimento...

Esquecer!

O verbo mais doloroso
a ser conjugado em qualquer tempo...

Prefiro estar perto.

Lembrar e seguir a seu lado.

Mas se apesar de tudo,

sua ausência inevitável for,
tomo o atalho da vida
deixando para trás
na trilha do meu Adeus
toda lembrança
e qualquer distância.


O tempo

em seu sábio momento,
se encarregará de aplacar a dor!

Andréa Maia

1 de dez de 2011

Novos Tempos


Descalça
Sem lenço nem documento
Livre para voar
falar... viver...
Sem rédeas
nem amarras...
Em busca do meu Eu
Da minha paz interior
Do meu auto controle...
~*~
Procuro respostas
Nem sempre as encontro...
Encaro desafios
De peito aberto
Desato nós
E guardo mágoas
Infelizmente.
~*~
Não sou perfeita...
Bem longe de ser...
Apenas uma mulher
Que está aprendendo
com os baques da vida
~*~
Agora bem mais madura...
Sem tempo para perder...
Correndo atrás
do que realmente importa
E quem merece
~*~
Que busca incansavelmente a felicidade
E luta com todas as armas...
Para ver o sorriso de quem ama...
E a certeza que estou no caminho certo!
Rosana Lima
http://www.relatosdeamor.com.br/novos_tempos.htm

Simplesmente Mulher


Hoje acordei diferente
No modo de ser, na maneira de acordar...

Tem dias...
Ah, Deus meu... Tem dias...
Em que eu daria tudo por um colinho,
Um chameguinho,
Um motivo para querer
ficar ali mais um pouquinho...

E então,
tive vontade de escrever...
Falar de saudade,
De muita, de pouca...
Saudade!!!

Na verdade, hoje
Eu queria alguém
a quem pudesse abraçar,
E que quisesse
me abraçar também.

Porque abraço gostoso é assim...
Dois têm que querer.
Hoje eu queria mais
que abraçar sozinha,

Porque sou assim...
Sou calma, sou dócil, meiga,
sincera, risonha e positiva,
Posso encontrar alegria
em coisas bem pequenas
Sou sensível nas minhas emoções...

Faço questão de respeito,
De ser tratada direito
Sou fã de lealdade,
da sinceridade, da fidelidade.

Eu sou assim,
Sou isso que você vê...
Sou alguém que ama,
Que sente desejo.

Sou simplesmente mulher
Rosalva Rela
http://www.relatosdeamor.com.br/simplesmente_mulher.htm


24 de nov de 2011

Só...


"Só nos sentiremos
grandes de verdade,
no dia em que percebermos
o imenso valor contido
nos mínimos momentos
que a vida nos oferece.
Todos nós, nascemos pequenos.
Crescer e viver bem,
é amadurecer nossa
aptidão de entender que
nenhuma diferença fará
diferença, se o amor estiver
presente no coração!"
Andréa Maia

"Etérea"



Os pés nem alcançavam o chão...
as mãos tão pouco encontravam o céu.

Bastou um simples toque,
um pequeno vestígio de paixão...

...e o coração,
antes sem via e nem rumo,
acelerou.

A alma criou asas,
fez-se leve...
Voou!
Andréa Maia

"Quero sim!"



Quero o mundo,
quero a vida...
Gira o sonho, giro eu,
gira o sol!

Danço em teu compasso,
sigo teus passos,
liberdade!

Vida vida,
que tanto me seduz!
Bailo e giro...
faminta de luz.

E enquanto houver sol,
serei tua eterna bailarina
tua menina disfarçada
em girassol!
Andréa Maia

Por mais...


"A doce delícia de escrever"



Sejam poemas, sonetos,
crônicas ou pensamentos,
existe em cada linha escrita
um sentimento.

Expressões puras
de momentos vividos ou
de simples sonhos
idealizados.

Utopia ou fantasia?

O que importa?
Se de rompante,
chega a inesperada
inspiração!

Fugindo ao controle...
vindo de dentro.
Abrindo aos pontapés
a porta do coração.

Sejam bobagens,
de amores ou de dores.
Ficção ou realidade.

É mágica simbiose...

Emoções divididas
entre quem "rabisca"
e quem se dispõe a ler...

É a pura e doce delicia
de quem tem o prazer
e se arrisca a escrever!
Andréa Maia

Me Viro do Avesso!!!


Ah!
Entorto, me retoco
neste vaivem da vida!
casa, filhos,
trabalho,
impostos mil!
o que vestir?
o que posso comer?
Corre mundo,
paralisada fico!

Socorro!
meu salário sumiu!
e não foi só!
sumiu meu brio...vontade,
pulando recolho o que sobra...

Driblo a sorte,
alternativas de sobreviver!
canso de esperar,
cansada estou!
ufa!
ME VIRO DO AVESSO!!!
Adilia Monteiro Aguiar Oya

O Amor



O amor faz de todo mundo
um grande poeta e,
se o amor não puder
fazer de você um poeta,
então nada o fará.

O amor abre uma dimensão
totalmente diferente em seu ser.
Sem ele você permanece confinado
ao mundo da lógica.
Quando o amor começa
a acontecer em sua vida,
a lógica começa a desaparecer,
acontece uma transcendência da lógica.

É por isso que a mente lógica sempre
chama o amor de loucura, de cegueira.
A lógica sempre condenou o amor,
chamando-o de cego, de louco.
Chama-o de tudo quanto
é nome pelo simples motivo
de que o intelecto
é incapaz de concebê-lo.

O amor é um mundo
totalmente diferente.
Nada tem a ver com aritmética,
com lógica, com ciência.
É imensurável,
um território desconhecido.
Ninguém sabe exatamente
o que ele é.

Mesmo aqueles que mais
se aprofundaram
nele ficaram quase mudos
— ele é inexprimível.

Mas a experiência é grandiosa,
tão extática que explode
de diversas maneiras.
Pode explodir em dança,
em música, em poesia,
em pintura, em qualquer
tipo de criatividade.

O amor é sempre criativo.
E o mundo tem sido
tão destrutivo simplesmente
porque ensinamos as pessoas
a reprimir a energia do amor.

O amor reprimido
se torna destrutivo.
O amor exprimido
se torna criatividade.
Osho

Amor



Ninguém pode dar aquilo que não possui.
Para dar amor, você deve ter o amor.

Ninguém pode ensinar aquilo que não sabe.
Para ensinar o amor, você precisa compreendê-lo

Ninguém pode conhecer aquilo que não estuda.
Para estudar o amor, você precisa viver no amor.

Ninguém pode apreciar aquilo que não aceita
Para aceitar o amor, você deve tornar-se receptivo a ele.

Ninguém pode ter dúvida daquilo em que deseja acreditar
Para acreditar no amor, você deve estar convencido do amor.

Ninguém admite aquilo a que não se entrega
Para se entregar ao amor, você deve ser vulnerável a ele.

Ninguém vive aquilo a que não se dedica
Para se dedicar ao amor, você deve estar sempre
crescendo no AMOR !!!
Léo Buscaglia

14 de nov de 2011

Enquanto o dia não amanhece..."

http://www.dailymotion.com/video/x2k96p_nana-mouskouri-zamfir-the-lonely-sh_music clic

"No céu bordado de estrelas...
a lua se acende,

e o leito se faz entre as nuvens.
Enquanto o dia não amanhece,

o sonho se deita, se deleita...
e simplesmente acontece!"

Andréa Maia

"Só para ficar..."


Somando erros... acertamos.
Sob dúvidas...claramente nos enxergamos.
Entre as inúteis "briguinhas"...
nos tranquilizamos!
Um olhar...
Algumas palavras...
Pele na pele...
Bocas...um leve beijo...
Um ontem sem sentido...
O hoje! Ah!... tão bem vivido!
Aquele amanhã....aquela manhã!
Para despertar...
Para poder sonhar...
Para poder sentir...
Para poder amar...
Para quem quiser enxergar...
Amor...que veio acima de tudo,
para ficar!

Andréa Maia

Eu fui... agora eu Sou!


Fui perfeita, correta e fiel.
Cumpri ordens,
acatei desejos que não eram meus!

Servi café, almoço e jantar.
Fui café, almoço e jantar!

Fui a dama que me cobraram
e a "mulher-dama" que desejaram.
Sorri "colgate",
mas abri um sorriso amarelo
quando cansei das convenções.

Fui menina e brinquei.
Fui madura e me rebelei.

Fui eu, elas...fui todas...
Hoje a meninice virou maturidade.
O sorriso é espontâneo.

Sou correta ou totalmente errada
na medida do que quero.
As ordens são minhas...
apenas para mim.

Não sirvo mais café,
almoço muito menos jantar.
Me delicio com
cada refeição que me ofereço.

Continuo uma dama
e uma "mulher-dama"
quando necessário.
Mas por puro prazer.

Chutei as convenções,
o balde e a bola em gol!

Um golaço!!!!!!!!!!!!!!!!
Gol da maturidade.

Do entendimento de que sou alguém
que desconheci por um breve tempo.
Da mulher que se assume sozinha,
Que sabe o que quer,
Que se aventura sem medos...

Sem algemas, sem pressões...
Uma mulher que deixou
de ser para simplesmente...
Ser!

Andréa Maia

3 de nov de 2011

Um dia


Um dia, voltarei ao ponto de partida...
ao meu silêncio, à minha quietude!
Não deixarei mais pedaços de mim
espalhados por outras vidas...

Nenhum reflexo de meu olhar,
de minha boca nenhuma reflexão.
Nenhum soluço...muito menos solução!

Desaparecerão os gritos, a voz que ecoou...
sobrarão caladas palavras , um coração mudo!
Nada mais ouvirei...nada mais direi.

Meu perfume , pelo ar, se desmanchará.
Meu rosto será vulto passageiro
de alguma lembrança.
Meu nome...ligeira recordação.

Um dia serei passado trancado no tempo,
presente esquecido...
futuro jamais vivido!
Um dia...

Deixarei de ser o que nunca quis ser...
e quieta, calma,
voltar a ser...
um dia...
Andréa Maia

Nada Pode Atingir O Seu Íntimo


Nada pode atingir o seu íntimo,
se você não quiser.
Se foi ou for ofendido,
lembre-se de que quem ofende
é doente e siga em frente.
Se não está como gostaria,
se em volta é só dor,
tristeza, lamúria, preserve o coração
e se abandone nas mãos de Deus.
Não tema, mesmo que o forcem
a fazer o que não quer,
mesmo que tudo conspire para fazê-lo
nervoso e desesperançado.
Nada, nenhuma pessoa ou coisa,
de mal ou mesmo de bem, pode
dirigir você como se fora um autômato.
Reconheça-se uma fortaleza contra o mal,
o medo, a fossa e a revolta.
Amar a si mesmo
é a maior proteção que existe.
Lourival Lopes

1 de nov de 2011

Eu...


Ficar...



Ficar preso ao passado
é renegar o presente,
é impor ao futuro uma vida
sem historia.
DA

Te...



Te percebo infinitamente,
porque te enxergo...
Com os olhos da minha alma.
_Renata Mageon_

O...


Não...



Não há ninguém, mesmo sem cultura...
Que não se torne poeta
quando o Amor toma conta dele.
_Platão_

Gosto...



Gosto do verbo tocar...
Com ele eu chego em sentir, acariciar...
Arrepios deliciosos...
Caminhos mapeados pelo corpo.
Trilhas de sensações..
Êxtases infinitos...
São tantos atalhos e descobertas.
Ah!... Delícia conjugar o verbo tocar!...
_Maria Bonfá_

Sou...


Que...


Que fiquem pra trás os dias frios,
os que foram tristes.
Aqueles em que o coração
esteve apertado
Porque, no fim, tudo é
estação, e passa.

Pedro Antônio de Oliveira

FORÇA DO PENSAMENTO



Eu posso não vê-los,
mas, sinto-os voar
E estão voando tanto,
que chegam
a tornar mais flexível
e humano
o então rígido e frio
braço mecânico
E a cada novo dia,
e a cada nova descoberta,
mais ainda fico sem saber,
onde terminam meus pés,
minhas mãos,
e os meus sonhos...
Marcelo Roque

Sou...


...Num...


"...Num deserto de almas
também desertas,
uma alma especial
reconhece de
imediato a outra.”
(Caio Fernando Abreu)

Não...


"Não deixe vazio
o que Deus te deu.
Nos espaços da vida,
até no pó se germina,
Quando a fé ocupa
o coração teu."
Patty Vicensotti

Hoje...



Hoje o meu Coração
tem uma rima perfeita
para você...
Está completamente
florido,cheios de versos
venha...Vê!
Nill

A...


A beleza de cada dia
só existe porque
não é duradoura
Tudo que é belo
não pode ser aprisionado,
porque aprisionar a beleza
é uma forma de desintegrar
a sua essência.
Pe. Fabio de Melo

31 de out de 2011

Sossega, coração!



Não desesperes!
Talvez um dia, para além dos dias,
Encontres o que queres porque o queres.
Então, livre de falsas nostalgias,
Atingirás a perfeição de seres.
Mas pobre sonho o que só quer não tê-lo!
Pobre esperança a de existir somente!
Como quem passa a mão pelo cabelo
E em si mesmo se sente diferente,
Como faz mal ao sonho o concebê-lo!
Sossega, coração, contudo! Dorme!
O sossego não quer razão nem causa.
Quer só a noite plácida e enorme,
A grande, universal, solente pausa
Antes que tudo em tudo se transforme.
Fernando Pessoa

"Desvios..."



Seguirás por outros caminhos...
Vaguearei sem rumo.
Enxergarás novos horizontes...
Verei o céu, desvanecido de estrelas.

Sonharás com teus castelos...
Amanhecerei em ruínas.
Viverás outras paixões...
Sobreviverei ao nosso fim.

E após tanto desvios,
recordarás o amor um dia vivido.
Ao passo que, deixarei para trás,
nosso tempo já tão esquecido...
Andréa Maia

"A Questão"


Você que tanto me observa...
que tanto me preserva...
Você que tanto conhece
meus perversos avessos,
e mesmo assim sempre
instiga meus recomeços!

Você que me faz
sonhar com o impossível...
você que se mostra
visivelmente "indivisível"...
que faz o coração duvidar
e a cabeça parar de raciocinar,
mas me deixa perdida,
dividida e solta no ar!

Você que me derrete no mel
das palavras sussurradas...
você que me afoga no fel
das tuas omissões tão bem guardadas...
que me preenche com teus
atos tão perfeitos,
e me esvazia com teus desacatos,
teus supostos direitos!

Você que tanto me vê sem me enxergar...
que tanto tenta se revelar...
Você que pouco diz mas cala o mundo,
que faz uma vida mudar
na estreita fração de um segundo!

Você? uma eterna questão...
Eu? resposta...
nessa eterna "matemática do amor"
totalmente suposta,
ainda esperando a solução!
Andréa Maia

22 de out de 2011

"Oferenda à lua"


Me entrego nua,
crua.

Ardo,
derreto...

Subserviente,
inconsequente...
indecente!

Minhas curvas
se projetam na parede
aumentando ainda mais
a minha "sede".

Sou corpo
à sombra de uma lua.
refletida,
despida,
tua.

Olho à minha volta...não te vejo.
E mesmo ainda, tua prenda,
alimento esse desejo
hoje meu corpo é oferenda.

Sozinha e nua,
pertenço apenas
à essa sedutora lua!
Andréa Maia

Quero um homem...



Que toque minha alma,
Que entre pelos meus olhos
E invada meus sonhos.
Quero que me possua inteira,
Corpo e alma,
Fazendo dos meus desejos
Breves segundos de êxtase
O prazer do encontro total.
Quero sentir seus braços longos
Envolvendo meu abraço,
Seus lábios mudos
Calando o meu silêncio
Sem precisar nada dizer...
Apenas me olhando
Com olhos negros e úmidos
E me tomando devagar,
Como o mar avança na praia,
Como eu sei que tem que ser
E sei que um dia será.
Cláudia Marczak

"Por teu beijo..."


...Mordo os lábios
fecho os olhos.

Sufoco antigos desejos
enterro velhas ilusões
replanto sonhos
cultivo novas esperanças...

Por teu beijo...
faço renascer
sentimentos que um dia,
deixei morrer!

Pelo desejo do teu beijo,
me permito mais uma vez...
de amor viver!
Andréa Maia

"Etérea"

Os pés nem alcançavam o chão...
as mãos tão pouco encontravam o céu.

Bastou um simples toque,
um pequeno vestígio de paixão...

...e o coração,
antes sem via e nem rumo,
acelerou.

A alma criou asas,
fez-se leve...
Voou!
Andréa Maia

As...


Há Uma Esperança



Há Uma Esperança
Que Falece No Crepúsculo

Entre a aurora e o crepúsculo
Há vida sob céu aberto
Há vida sob o sol e sem teto

Entre a criança e o idoso
Há quem vê o dia com ânsia
Há quem vê somente o dia

E ainda assim o olhar do génio
Contempla somente seu êxodo,
Seu medo que
se associa ao infortúnio.
Paulo Ramos

"Queria"


"Queria de volta cada promessa, cada jura.
Qualquer tola declaração de amor,
a mais pura.

Queria sentir de novo na língua
o gosto do primeiro beijo,
no corpo, o arrepio
do primeiro toque do nosso desejo,

No coração,
queria o susto do primeiro palpitar...
fechar os olhos e por um único momento,
me deixar levar.

Queria esquecer o sabor
amargo dos teus caminhos passados,
os nós que na garganta ficaram entalados.
O peso em meus ombros
de nossos dias sombrios...
Queria destruir
estes teus muros inabaláveis e frios.

Queria controlar o relógio do tempo
e reviver aquele nosso melhor momento.

Jogar pela janela
toda aquela angustia engolida
e deixar a saudade em um canto qualquer,
esquecida.

Queria reabrir as portas pra tentação...
reanimar essa "coisa" que bate no peito,
chamada: coração.

Me diga de verdade...
Posso querer?
Ou não?"
Andréa Maia

SER POETA


É ter a sensibilidade
da alma presa no corpo, alado,
fantasiando seus devaneios,
transportando sementes
de bem querer,
seguindo a linha do horizonte,
sempre cantando ao vento
palavras de amor.
Sem reconhecer seus limites,
segue atrelando o verbo
à luz das estrelas,
multiplicando seus sonhos
entre flores ao meio das cores,
sabendo que não vai morrer
nos versos, nas prosas,
que é o seu ser.
Schyrlei Pinheiro

ROOOOOOMMMM